25 de jan de 2010

Entre “Manobras” e “Movimentos”

"Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso." (Autor desconhecido)

Diz o velho ditado que “...o homem prevenido vale por dois...”. Porém, quando se previne da própria transparência com seus pares, torna-se um fato espantoso ou ardiloso perante uma sociedade. Parece que em Sarandi “tudo pode”, até quando? Só o amanhã responderá. As madrugadas de Sarandi já não são mais ameaçadas por soturnos “meliantes” narrados pelos estigmas da história sarandiense, mas, agora diante dos novos “cenários políticos” de “manobras” a caça agora é por “militantes” contrários aos personagens deste “tabuleiro de xadrez” do poder que se movimentam cada vem mais pelo “duelo dos interesses” costurando alianças escusas e vitimizando o futuro de uma cidade que “parou” no tempo. Francis Bacon relatava que “... A verdade é filha do tempo, não da autoridade...", só que diante das “crises de autoridades” constituídas e eleitas que se encontra Sarandi, a melhor resposta para verdade, seria o clamor do povo, entretanto mais uma vez ele silenciado pela força dos interesses.

Dr. Allan Marcio - Colaborador