24 de nov de 2010

Morre militante de movimento estudantil

 Jordão Ferreira da Silva, 26 anos, foi queimado pela própria esposa e morreu na madrugada desta quarta-feira (24) no Hospital Metropolitano. Ele estava internado desde sexta-feira (19) após uma discussão com a esposa Regiane Aparecida Gomes, que está presa e vai responder por homicídio.

Jordão foi Militante e Presidente da USES (União Sarandiense dos Estudantes Secundaristas), foi Militante das bases da JR (Juventude Revolução), participou do Grêmio Estudantil do Colégio Olavo Bilac e atualmente estava na JPS (Juventude Popular Socialista). Jordão, tambem era membro da Igreja Batista Renovada.

Atualizado: O corpo será velado na capela do PREVER no centro de Sarandi. O velório começa as 18h00 desta quarta-feira (24). Está marcado para amanhã (25) o sepultamento no cemitério municipal de Sarandi.