7 de jan de 2010

Um povo, uma esperança, por uma Sarandi melhor!

Quantos clamores e reclamações ouvimos e testemunhamos sobre a infra-estrutura de nossa cidade entre outras necessidades acumuladas. Porém, se analisarmos junto, somos uma municipalidade ordeira e pacífica que se diverte sem dinheiro, isso todos sabem. Pensem, então, se as condições de infra-estrutura urbana e social estivessem pelo menos no “mínimo aceitável”? Já não seria uma melhora significativa?! Daí que, se o administrador público que gostar de sentir seu o ego “inflado” frente à opinião pública, bastaria para isso que se atendessem apenas 5% das necessidades acumuladas da cidade que refletiriam como se fossem 35% em obras feitas para o povo, ou seja, com pouca ação prática o gestor ganharia um enorme reconhecimento social. Será que é difícil para nossas autoridades enxergar isso? Reflitam nisso!



Dr. Allan Marcio
- Colaborador