20 de jan de 2010

O “Pão e Circo” Sarandiense

Mais um dia de depoimentos, o palco se arma, o "pão e circo" se inicia, as alegorias e os "flashs" purpurinam os "ácidos" atores(as) políticos que se contracenam numa espécie de teatro Shakespeariano jurídico assistida por uma platéia ansiosa e entediada por não compreender muito bem o cômico enredo daquela sequencia de atos melodramáticos, cujos protagonistas se digladiam numa tentativa desesperada de "desviar a atenção" para os "egos" e não mais para os "fatos" dos acontecimentos. É, minha gente, isto retrata um resumo fiel do que Sir La Rochefoucauld disse que a pior coisa do mundo é quando "... Não há homem que tenha menos razão do que aquele que não tolera a idéia de não ter razão...".


Dr. Allan Marcio - Colaborador