16 de out de 2009

Três meses para resolver situação do abatedouro

A Prefeitura de Sarandi, recebeu 90 dias de prazo do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), para dar destinação ao abatedouro abandonado na zona rural da cidade, desde a década de 90. O TCE sugeriu que a obra seja reformada, e passe a abrigar atividades de interesse público, ou então que seja vendida, por meio de licitação. A decisão do TCE tomada ontem (15), surgiu após julgamento de uma denúncia da ONG ambientalista Brasil e Flora Transparência Aqui. O abatedouro foi construído na gestão Martini de 1992 a 1996, e agora a "bomba" feita por ele, estourou em suas próprias mãos.